Estratégia...
(versão corta)

Mudanças e maturidade

Um caminho prudente para a inteligência artificial... e o princípio de imersão total

Image

Paixão

Faz pouco mais de 23 anos que exerço na indústria da Web e da programação, da criação/Gestão de conteúdo editorial e multimídia incluindo as artes gráficas e visuais em dois continentes (América do Norte e Europa).

Polyglotte (6 línguas correntes, 6 línguas de base), de três nacionalidades diferentes, ocupei cargos tão complementares como diversificados, todos eles passos lógicos de uma progressão profissional constante.

Quanto à forma como assalariado, consultor, quadro, director e empresário, nas estruturas mais clássicas às mais imponentes.

No fundo como um infográfico, designer gráfico, designer, desenvolvedor e integrador da Web, programador-analista, Designer de lead, gerente de projeto comercial, editorial-analista, diretor artístico e diretor técnico.

Mas tanto no mundo do trabalho como no da universidade (e mais globalmente no do ensino), pude constatar à minha volta um número importante de falhas na transmissão de informações estratégicas claras, erros de gestão consequentes e incompreensão frequente de uma dada problemática.

Tudo isto gerava regularmente a perda de motivação e a desconfiança dos meus superiores, colegas, colaboradores, parceiros e prestadores em relação aos projectos que geriam.

Por conseguinte, consciente destes problemas, ao longo dos anos desenvolvi instrumentos e metodologias cada vez mais eficientes. Sabendo que tudo permanece e continuará a ser constantemente aperfeiçoado e cronometrado no universo digital, eu naturalmente tinha que encontrar o equilíbrio entre viabilidade, gestão do tempo, controlo dos recursos adequados... e consecução primordial dos objectivos.

4 campos de aplicação

Os quatro principais domínios que resumem a minha actividade profissional desde a minha entrada na universidade e no mundo do trabalho são: a redacção (criação/gestão de conteúdos editoriais, gestão de recursos e de dados em todos os suportes), a imagem (arte gráfica, arte visual e multimédia), a memória (indexação, arquivo, gestão e optimização de conetnus) e a inteligência (desenvolvimento web e análise, Web Concept, Community Management, aplicações móveis, gestão BDD, interfaces, desenvolvimento algorítmico e programação...).

Mentores

Para obter o CV completo e todas as suas referências, contacte-me...

Um novo tipo de trabalho...

" Hêgemonikon ou a transmissão estratégica do conhecimento para a era da economia digital "

Todos estes campos de aplicação estão prestes a fundir-se numa única dinâmica lógica e estratégica, numa nova profissão, particularmente exigente… o editorialista/programador-analista deste início de século.

Embora marcada por certas dominantes (imagem, palavra, inteligência...), esta profissão implicaria agora:

+ Gestão/criação pluridisciplinar de conteúdos de todos os tipos, de recursos digitais e/ou mais clássicos.

+ A digestão de informações sensíveis e maciças da memória de um grupo, de uma comunidade, de uma empresa ou de uma instituição.

+ Criação de interfaces poderosas e gestão de problemáticas altamente escaláveis ligadas à ergonomia, interface homem-máquina (IHM), mais precisamente os desafios para não dizer os desafios futuros colocados pela inteligência artificial nascente, a transmissão dos conhecimentos, bem como a exploração e difusão imersiva da informação.

Fusão de profissões pré-existentes, maltratadas ou racionalizadas por esta revolução digital e pela sua tecnologia perpetuamente inovadora, não há dúvida de que a inteligência artificial que cresce diante dos nossos olhos será necessariamente "corníaca" pelos novos profissionais da arquitectura digital, da gestão do conhecimento e da memória.

Da Internet para a I.A. (de 1994 até hoje)

A revolução da Internet, que eu vivi plenamente (prática intensiva do desenvolvimento da Web desde suas origens até hoje), me permitiu viver de dentro toda a sua evolução.

Com entusiasmo e, por vezes, com perplexidade.

Foi com ela que comecei a trabalhar. Além disso, não existiam, por si só, formações específicas para o desenvolvimento Web em 1993-1994. A Internet era então considerada por muitos como uma anedota tecnológica, algo que não ia durar. Por isso, tive de aprender, convencer, educar e educar continuamente no terreno.

Quando comecei nesta indústria, o meu objectivo era oferecer cursos de apoio escolar e universitário através de uma plataforma em linha de recursos específicos em história e geografia. Mas, nessa altura, nem a tecnologia nem as mentalidades estavam presentes.

Gestão da clientela, gestão do público

Por mais de 24 anos, o contato permanente com a minha clientela, colaboradores, parceiros e fornecedores, mas também com o público da minha galeria de arte até maio 2016, ponto de convergência, experimentação em arte e multimídia (mais de 55.000 pessoas em pouco mais de 9 anos) levaram-me constantemente a confrontar-me com a realidade flutuante dos diferentes aspectos destas profissões (designer gráfico, infográfico, criativo e artista em artes visuais, designer multimídia e programador, etc.) e da percepção muitas vezes imprecisas de suas múltiplas facetas, porque eles próprios em constante mutação.

É evidente que me deparei com uma vasta gama de situações muitas vezes apaixonantes (gestão do público, gestão do cliente), por vezes mais delicadas, como aquando da queda dos valores tecnológicos em 1999-2000.

Eu sempre aprendi lições construtivas. Nunca duvidei do resultado final.

Para uma I.A. supletiva.... Finalização

Depois de ter finalizado todos os projectos que me preocupavam e que agora seguem o seu próprio ritmo (1), oriento doravante as minhas estratégias segundo novas formas de colaboração mais adaptadas às realidades "turbulentas" do mercado actual.

Assim, anseio por trabalhar mais com ou no seio de uma estrutura pública ou privada, mais consequente do que a minha, que continua a ser um núcleo muito sólido (2), um laboratório, ao qual poderia dedicar toda a minha experiência, as minhas competências, os meus recursos técnicos e comerciais sob a forma de parcerias, missões pontuais ou no âmbito de uma colaboração mais clássica a nível interno.

(1) Lançamento de cerca de trinta projectos nos domínios dos recursos em programação, do conteúdo editorial e da edição em linha, bem como da criação gráfica (ver referências).

(2) Estúdio Gráfico e de Desenvolvimento Piccini da Todi / Agência Digital Art and Earth Networks and Technology / Éditions La Luciole Bleue.

⇒ + 24 anos de experiência profissional

(programação, integração e desenvolvimento Web, programação orientada Objecto, gestão de projectos T.I., gestão de clientes e relações com o público, criação e gestão de conteúdos editoriais, ergonomia e artes gráficas)

Master II - Universidade de Nice Sophia-antipolis (France) agora chamada Université Côte d'Azur

(DEA equiv. Bac(fr)+5 anos completados na universidade)

Ciências Humanas
Integração de ferramentas da Internet e indexação de conteúdos
História Contemporânea - História da Arte

Francês - Italiano - Canadense
Retornar à França desde julho de 2020
Residindo em Montreal de janeiro de 2004 a junho de 2020

⇒ Habilidades profissionais

Competências técnicas e de management
Programação, desenvolvimento e integração Web
Programador Full Stack (Backe-end/Front-end)
Desenvolvimento de back-office e CMS (e CRM)
Desenvolvimento de API, soluções móveis e aplicações (IOS/Android)
Criação, gestão e análise de BDD
Analista de Arquitectura
Programação orientada para o objectivo
Desenvolvimento de software
Desenvolvimento de aplicações multimédia
Chefe de Projecto/ Estratégia / Community Management
Director Técnico
Arte Visual/ Gráficos, fotografia (stock fotos, arte e eventos)
Projectos multimédia
Designer de jogos (Unity3d)
Lead designer
Analista editorial
Gestão e indexação de conteúdos editoriais
Gestão estratégica dos recursos e optimização
Gestão das relações com os clientes
Gestão de relações públicas
Criação e gestão de eventos no domínio das artes gráficas
Assistência técnica, acompanhamento e formação às empresas (incluindo assistência à gestão de projectos)
Pesquisador editorial
Experiência contínua no trabalho em equipe internacional...

⇒ Sectores cobertos

Através de quatro grandes áreas de aplicação, tive a oportunidade de trabalhar em sectores diversificados, entre os quais alguns exemplos :

Lista
Médico
Tecnologias da comunicação
Programação informática
Multimídia
Actividades mineiras e de silvicultura
Prática desportiva
Fashion
Arte, música e cultura
Édition
Produção de TV / Webcasting
Jogos Vídeo
Imprensa e meios de comunicação social
Hotel / Restaurantes
Eventos
Formação profissional
Ecologia
Ciências humanas e ciências políticas
Diving Off-Shore (...)

⇒ Referências

Também chamado de portal, o Web Concept é na verdade muito mais do que isso. Reúne todas as ferramentas mais eficazes da Internet, a fim de tratar de forma muito completa, de um assunto em particular. Abaixo você vai encontrar uma lista de todos os conceitos da Web que eu projetei totalmente. A equipa de colaboradores intervém pontualmente em determinados conteúdos ou parâmetros.

Sites de recursos
Image

Quer colaborar comigo nisto?

Prestação e acompanhamento, subcontratação, contrato curto, médio ou longo prazo, interno ou como consultor...